quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

II Encontro internacional de jovens indígenas de MS



O II encontro Internacional de jovens indígenas de MS que aconteceu na aldeia Jaguapiru na TI de Dourados entre os dias 27, 28, 29 de Janeiro e trouxe discussões de bastante relevância para a comunidade Indígena, em especial aos jovens Indígenas, em especial aos jovens indígenas.

As mesas mais polêmicas foram: “Demarcação de terras indígenas”, “Economia Verde” “Sustentabilidade” e “Educação”. No entanto a mesa mais esperada do encontro a mesa de comunicação alternativa – As experiências de jovens indígenas com o meio de comunicação (jornal, blog, vídeos, radio e outros).

Durante o encontro a mesa de economia verde e sustentabilidade se destacou a questão da Reserva de Dourados com o foco em sua situação atual considerada a mais pobre em florestas e nascentes, segundo o que foi exposto durante o debate. Foi um encontro bastante proveitoso, com presenças de lideranças e jovens de diversas aldeias de MS e do país além das presenças internacionais. Como destaques nas discussões, o advogado Pedro Garcia / IWGIA / PERU esclarecendo e apontando prováveis caminhos a serem seguidos nas demarcações na Tis da região.

Estiveram presentes também a advogada Índia Embera da Colômbia Patricia Tobon Yagari e Marcela Tobon Yagari nos apresentando a realidade em que vivem na Colombia, enfatizando os direitos que conquistaram, partilhando suas ricas experiências.

Também para esclarecer e levar para fora a situação em que se encontram os jovens indígenas na TI de Dourados e na região esteve presente o representante da UNICEF para a América Latina, Miguel Hilário Manenima. Para contribuir, discutir e esclarecer sobre a economia verde e sustentabilidade a índia Aguajun do Peru Malena Garcia, especialista em gestão anbiental. Ela apresentou suas experiências e de sua comunidade no rio Cenepa e a importância da concientização dos povos indígenas principalmente em relação as politicas publicas voltadas aos jovens indígenas e ao meio ambiente.Este encontro é mais um passo para os jovens da AJI – (Ação de jovens indígenas de Dourados) pois são discussões ricas que apontam caminhos importantes a serem seguidos pelos jovens indígenas.

AJI – Ação de jovens indígenas

Dourados, 01 de fevereiro de 2012

Um comentário:

Sueli da Rosa Vargas disse...

Muito importante debater questões como esta em pauta, este é o caminho para encontrar possíveis soluções para os problemas enfrentados especialmente pelos jovens indígenas.